A Airbus lança o ambicioso Adeline, conceito de sistema de lançamento reutilizável !

A Airbus continua surpreendendo com suas inovações. A emprêsa que sempre esteve no topo, das mais ricas e importantes do mundo, resolveu desta vez, investir em um ambicioso sistema de lançamento de foquetes

A “Airbus Defence and Space”, revelou  seu conceito para um primeiro veículo de lançamento reutilizável,  para competir com o sistema de lançamento espacial reutilizável da SpaceX. O sistema chamado de Ariane 6, é um lançador com motor Adeline, que mesmo depois de utilizado, poderia ser reaproveitado, já que seus motores seriam preservados, e voltariam à terra para cumprir missões posteriores.                                                                 

Segundo a Airbus, os componentes contidos no módulo Adeline,  seriam responsáveis ​​por cerca de 70 a 80 por cento do valor total do veículo de lançamento. Portanto, se o conceito ambicioso do Sistema Ariane 6 se tornar realidade, isso representará  um passo significativo para a criação de uma solução de lançamentos altamente acessível e versátil. Mas o mais importante, o Adeline ajudaria a solidificar a posição da empresa em um mercado cada vez mais lotados.

O sistema, fica localizada na base de um veículo de lançamento, e é essencialmente, um módulo de proteção destacável, projetado para agir como os motores propulsores e sistema de orientação para o palco principal de um foguete Airbus. Tendo cumprido o seu objetivo primordial de libertar o estágio superior de um veículo de lançamento Ariane, da atmosfera da Terra, o Adeline voltaria à Terra, e preparado para fazer tudo de novo.

Veja como uma execução perfeita do sistema de Adeline funcionaria na prática. Uma vez que a primeira fase de lançamento do veículo atinge o fim da sua utilidade, se separa do segundo estágio do foguete. Durante este processo, o Adeline que é blindado contra o calor, desprende-se do tanque de combustível que compõe a maior parte da primeira etapa, e compromete-se um voo balístico de volta, através da atmosfera da Terra.

Uma vez que a reentrada na atmosfera está completa, o Adeline se comporta como um UAV convencional, voando em winglets, e propelido por hélices gêmeas que estão implantadas na parte traseira do módulo. Se tudo correr como planejado, o Adeline pousaria na pista designada, como um avião convencional. Feito isto, êle estaria pronto para uma nova missão. A Airbus afirmou que o sistema poderia reduzir os custos de lançamento de veículos em até 30 por cento.

O sistema do Adeline tem estado em desenvolvimento desde 2010. Até à data, a Airbus tem realizado testes de simulador, e tem mesmo testado, uma série de modelos de demonstração destinados a desenvolver tecnologias-chave. A empresa pretende estar pronta para o lançamento inaugural do sistema Adeline, em tôrno do ano de 2025.

Além do Adeline, a Airbus está tentando fazer do Ariane 6, um veículo de lançamento  economicamente viável quanto possível com o uso de rebocadores de estágio superior. A empresa acredita que o estágio superior do seu sistema de lançamento da próxima geração poderia ser usado para arrastar satélites em uma órbita de transferência, ou possivelmente até mesmo em sua órbita operacional. Em tal cenário, os rebocadores seriam concebidos para serem  reutilizáveis. Quem viver verá !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: