10/06/2022
A relação entre Rússia e paises Europeus mais os Estados Unidos vai ficando cada vez mais dificil, na medida em que a dependência europeia fica cada vez mais escancarada com relação ao gás russo, e agora Vladimir Putin usa de todos os meios para forçar a retirada de sanções contra a Rússia, principalmente usando seu produto nobre.

O presidente russo, Vladimir Putin, ameaçou interromper completamente todos os suprimentos de energia para a Europa, uma medida que deixaria o continente “congelado”, sugeriu em comentários na quarta-feira divulgados pela CNBC.

→ Como Saber a Hora de Entrar e Sair dos Investimentos? GI Wealth faz Gestão para Investimentos Superior a R$ 300 mil.

A Europa já enfrenta um inverno difícil e imprevisível no que diz respeito ao fornecimento de energia, pois procura eliminar gradualmente todas as importações russas.

A Rússia, por sua vez, já interrompeu o fornecimento de gás para a região em seu principal gasoduto Nord Stream 1, citando problemas técnicos.

Deixando, assim, a região vulnerável enquanto tenta reabastecer o armazenamento de energia antes dos meses mais frios.

Respondendo às propostas da UE para implementar tetos de preços nas importações russas de energia, Putin disse a líderes empresariais em Vladivostok que a Rússia ainda pode decidir romper os contratos de fornecimento existentes.

“Haverá alguma decisão política que contrarie os contratos? Sim, nós simplesmente não os cumpriremos. Não forneceremos nada se isso contradizer nossos interesses”, disse Putin no Fórum Econômico do Leste, no extremo leste da Rússia.

“Não forneceremos gás, petróleo, carvão, óleo para aquecimento – não forneceremos nada”, disse Putin.

“Nós só teríamos uma coisa a fazer: como no famoso conto de fadas russo, deixaríamos a cauda do lobo congelar”, disse ele.

O jornal russo Pravda descreve a história como envolvendo uma raposa que fez um lobo pescar no rio congelado, colocando sua cauda em um buraco no gelo.

“A raposa pulava ao redor do lobo desesperado e faminto dizendo “congele, congele, a cauda do lobo” até que o buraco de gelo congelou prendendo o lobo no gelo. Homens da aldeia então vieram e espancaram o lobo por todas as coisas ruins que ele havia feito com eles no verão. O lobo lutou e escapou, mas sua cauda foi deixada no buraco de gelo congelado”, disse o Pravda.

Racionamento de energia

A ameaça de Putin de interromper todos os suprimentos aumenta o risco de racionamento de energia na Europa neste inverno. 

A UE já aconselhou seus membros a reduzir voluntariamente seu consumo de gás em 15% no outono e no inverno, mas isso pode não ser suficiente para aliviar a necessidade de restrições ao uso de gás.

Vários governos europeus anunciaram medidas para proteger os cidadãos das contas de energia disparadas.

Enquanto isso, as nações ocidentais estão tentando pressionar as receitas de energia da Rússia, que dizem estar financiando a invasão não provocada da Ucrânia, propondo tetos de preços para o petróleo e o gás russos.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, descreveu na quarta-feira a situação que a Europa enfrenta como “extraordinária … porque a Rússia é um fornecedor não confiável e está manipulando nossos mercados de energia”.

Ela disse que a Comissão apresentará medidas imediatas para ajudar os consumidores, incluindo uma meta obrigatória para reduzir o uso de eletricidade nos horários de pico, um teto para as receitas das empresas que produzem eletricidade com custos baixos e outros planos para compartilhar o ônus dos aumentos dos preços da energia.

→ Como Saber a Hora de Entrar e Sair dos Investimentos? GI Wealth faz Gestão para Investimentos Superior a R$ 300 mil.

“As fontes de energia de baixo carbono estão gerando receitas inesperadas, que não refletem seus custos de produção. Agora é hora de os consumidores se beneficiarem dos baixos custos das fontes de energia de baixo carbono, como as renováveis”, disse von der Leyen em comunicado, dizendo que as empresas de combustíveis fósseis também devem contribuir para aliviar as pressões sobre os consumidores.

“As empresas de petróleo e gás também obtiveram lucros enormes. Propomos, portanto, uma contribuição solidária para as empresas de combustíveis fósseis. Porque todas as fontes de energia devem ajudar a enfrentar esta crise.”

Von der Leyen disse que as empresas de energia devem ser apoiadas para lidar com a volatilidade dos mercados e propôs um teto para o gás russo. 

“O objetivo aqui é muito claro. Devemos cortar as receitas da Rússia que Putin usa para financiar esta guerra atroz contra a Ucrânia”.

No início da guerra, ela observou que a UE importava cerca de 40% de seu gás da Rússia. Ela reduziu esse nível para 9% de suas importações de gás, disse ela.

Os ministros da energia da UE devem se reunir na sexta-feira para discutir as propostas apresentadas pela Comissão.

FONTES: CNBC/THE CAPITAL ADVISOR

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: