Lula demite comandante do Exército!

0

Durou pouco a lua de mel entre o novo presidente, e os comandantes das forças armadas que se reuniram ontem para colocar uma pá de cal nas divergências que vinham ocorrendo por parte de Lula da Silva, que até o momento parece estar perdido no comando da Nação.

Depois de varias criticas dizendo não confiar nos militares, e preferindo inclusive usar a Policia Federal para fazer sua segurança no Palácio do Planalto, o presidente disse estar disposto a apaziguar a situação, e se reuniu ontem com os três comandantes, que comentaram logo após, estarem alinhados com o presidente e com o Brasil.

Porém hoje vem a noticia de que Lula demitiu o Comandante do Exército general Júlio Cesar de Arruda. Com a decisão, comunicada ao militar neste sábado, o comandante deixa o cargo apenas 22 dias após ser nomeado. O general Arruda havia assumido o comando do Exército de forma interina no dia 30 de dezembro ainda na gestão Bolsonaro após acordo entre o atual da Defesa no governo Lula, José Múcio Monteiro, e o titular anterior da pasta, Paulo Sérgio Nogueira.

Após os ataques aos prédios dos Três Poderes, no último dia 8, a relação entre Lula e o general passou a ficar fragilizada. Um dos motivos foi que Arruda teria impedido a entrada de policiais militares do Distrito Federal no acampamento montado por manifestantes em frente ao Quartel General do Exército após os atos de vandalismo.

O novo comandante do Exército será o general Tomás Miguel Ribeiro Paiva, que era o segundo na lista de militares que poderiam se tornar comandantes no governo Lula conforme o critério de antiguidade.

OPINIÃO:

Ribeiro Paiva é o mesmo general que fez uma declaração do dia de ontem que acabou se espalhando na internet, onde de forma contundente defendeu o exército brasileiro diante os ataques que vinham recebendo nos últimos dias, principalmente dos manifestantes patriotas que esperavam por parte deles, uma defesa ao povo brasileiro diante um governo que claramente quer implantar o socialismo no Brasil.

Agora então podemos até entender o porquê daquele discurso, pois certamente ele já estava ciente de que iria ganhar o comando do exército brasileiro.

O novo presidente demite o Comandante do exercito, general Arruda, depois de 22 dias.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: